4 motivos para visitar a exposição “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade” em São Paulo

4 motivos para visitar a exposição “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade” em São Paulo

Na próxima quarta-feira (19), o público paulistano vai ganhar uma excelente oportunidade de descobrir mais sobre a expressiva civilização egípcia. Isso porque, depois de uma temporada avassaladora no Rio de Janeiro, onde recebeu mais 1,4 milhão de visitantes, a exposição “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade” chega ao Centro Cultural Banco do Brasil de São Paulo.

Seguindo o circuito, que passa ainda por Belo Horizonte e Brasília neste ano, a mostra traz 140 peças do Museu Egípcio de Turim, dono de um dos acervos mais significativos do mundo sobre o Egito Antigo.

Com mais de três mil anos de história, a civilização egípcia é reconhecida mundialmente por suas façanhas na política, economia e artes. Além disso, suas culturas religiosas e funerárias também permeiam há milhares de anos no imaginário de todos.

Entre artefatos, esculturas, sarcófagos e múmias presentes na exposição, listamos a seguir quatro destaques que são motivo suficiente para garantir seu ingresso – gratuito – o quanto antes. Confira:

Conhecer uma múmia humana e todo processo funerário egípcio

Egito Antigo

Desde as aulas de história, até os filmes que retratam os rituais funerários do Egito Antigo, as múmias são, talvez, o que mais chame a atenção do público. E, na exposição de São Paulo há uma rara possibilidade de observar de perto um exemplar humano de mumificação. Trata-se de Taroro, uma mulher representante da 25ª dinastia, que viveu por volta dos anos 700 a.C e, apesar de ter um status social alto – de acordo com as características de seu sarcófago, não pertenceu à realeza.

Além dela, a seção Eternidade, representada pela cor azul na mostra, apresenta diversos outros sarcófagos e objetos relacionados à preparação para o pós vida, tão importante para os egípcios. Ali é possível observar, inclusive, um livro dos mortos em papiro e adentrar em uma réplica da tumba de Nefertari, também chamada de “Capela Sistina do Egito Antigo”.

Explorar os mitos do politeísmo

Egito Antigo

Marcada pela diversidade de deuses, a religião seguida pela civilização egípcia também provoca curiosidade. A consagração de objetos representando as divindades teve presença constante no período e, na mostra, é possível observar tanto algumas dessas esculturas, quanto réplicas de templos e sarcófagos animais que representavam sacrifícios aos deuses.

O grande destaque desta seção, intitulada Religião e marcada pela cor verde, é Sekhmet, a deusa do fogo e da guerra. Com 2 metros de altura e mais de meia tonelada, sua escultura é feita em rocha de granodiorito e data de 1390 a 1353 a.C.

Descobrir atividades cotidianas da civilização egípcia

Egito Antigo

Além de retratar aspectos já famosos do Egito Antigo, a exposição busca apresentar o modo de vida desse período. Por meio dos objetos expostos – adornos, artigos de higiene, pentes, frascos de cosméticos, sapatos, vestimentas, entre outros – é possível entender aspectos como trabalho, nutrição e saúde da civilização egípcia.

Esta é a primeira parte da mostra e é retratada pela cor amarela, intimamente ligada à figura do deus Sol, um dos mais recorrentes em objetos e representações.


Viagens de luxo: lugares imperdíveis para conhecer em 2020


Se divertir aprendendo

A exposição “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade”, tem curadoria e produção de Pieter Tjabbes, da Art Unlimited e, como já vem se tornando tradicional em seus trabalhos, o historiador da arte procura entreter e levar conhecimento a todos os tipos de público, desde aqueles já acostumados à atmosfera das mostras histórico-culturais, quanto os visitantes de primeira viagem.

Desta vez, há seções reservadas à selfies, com direito a ambientação das esfinges, assim como vídeo 3D que apresenta o Antigo Egito e os arredores do rio Nilo, replica de pirâmide e espaço para simulação de escavação.

Serviço –  “Egito Antigo: do cotidiano à eternidade”

De 19/02/2020 a 11/05/2020

Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo

Rua Álvares Penteado, 112 – Centro Histórico, Triângulo SP, São Paulo–SP

Aberto todos os dias, das 9h às 21h, exceto às terças

Acesso ao calçadão pela estação São Bento do Metrô

Informações: (11) 4298-1270

Ingressos: eventim.com.br/artist/egito-antigo/

Texto e fotos por: Eliria Buso

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram