Como curtir o fim de ano na Disney sem gastar muito

Como curtir o fim de ano na Disney sem gastar muito

Orlando está no topo da lista das cidades preferidas dos brasileiros para viajar nas férias. Lar dos mais famosos parques temáticos do mundo, passear por lá é viver de perto toda a magia do local. Mas, as atrações não se resumem aos parques. A cidade é repleta de opções de entretenimento para todas as idades e gostos. Portanto, diversão, eventos temáticos, compras, gastronomia, cultura e uma infinidade de passeios estão no leque de ofertas para quem busca por férias inesquecíveis.

Na hora de organizar a viagem, pela facilidade, muitas pessoas acabam optando por comprar pacotes fechados. Mas esta opção, que torna a viagem mais cara, além de limitar a quantidade de lugares para visitar, está sendo deixada de lado. Para não perder nada na hora de se aventurar por esse lugar mágico, o ideal é se planejar por conta própria.

Normalmente, uma viagem considerada rápida para turismo em Orlando é de 10 dias. Porém, com o número de atrações, deve-se considerar uma permanência de, no mínimo, quatorze dias. “O ideal é reservar, pelo menos, um dia para cada visitação nos parques. Ainda mais que, nesta época, é possível desfrutar do melhor que os parques temáticos têm a oferecer”, diz o CEO da Casa na Disney, Ricardo Molina.

A recomendação de curtir ao menos uma quinzena é ainda maior nesta época em que não faltam eventos na Disney. O principal e mais esperado é a parada Mickey’s Very Merry Christmas Party e a da ABC (grande emissora de TV), que acontecem no Magic Kingdom. No Epcot, é possível encontrar o coral de Natal, Candlelight Processional. A Sea World’s Christmas Celebration é o evento que acontece nos finais de semana com shows incríveis (muitos deles na água). Já na Universal, é possível ter um incrível encontro com o Grinch ou assistir a famosa e tradicional Macy’s Parade at Universal Studios.

Mas a diversão vai além. “A cidade é repleta de opções e há, por exemplo, uma infinidade de restaurantes para quem aprecia a boa gastronomia”, diz. Em Miami, ele recomenda o Azul e o La Mar by Gaston Acurio, que estão no Hotel Mandarin Oriental, e são especializados em comida peruana. Há ainda o IL Gabbiano, que apesar de não oferecer pratos especiais de Natal, é um dos mais famosos em comida italiana. “Para quem deseja sair do tradicional das festas de fim de ano, é possível ir à famosa Mega Pool Party, no Fontainebleau Resort”, destaca.

Hospedagem que cabe no bolso

Para passar mais tempo e conhecer os atrativos sem gastar muito, ainda mais com a alta do dólar, muitas famílias optam por se hospedar em uma casa ou, até mesmo, alugar quartos. O custo por pessoa geralmente é menor que dos hotéis e todos os serviços já estão inclusos no valor das diárias. “Além de economizar, não haverá surpresas na hora do check-out”, alerta Molina. As casas são localizadas em condomínios fechados com portão eletrônico ou guarita, e possuem fechaduras eletrônicas, onde cada hóspede tem uma senha exclusiva de acesso, o que eleva sensivelmente a segurança. Outra vantagem é que a maioria das casas oferece cozinha completa, lavanderia, TV a cabo, internet, ar-condicionado, roupa de cama, mesa e banho, e muitas delas, têm até piscinas privativas.

Para casais que viajam com até duas crianças, é possível economizar ainda mais ao alugar quartos em grandes mansões que ficam dentro de um resort completo. Tais residências contam anfitriões, que orientam os turistas quanto a dicas de compras, de parques, auxiliam aqueles que não falam inglês e promovem a integração entre os hóspedes.

Outra recomendação para quem planeja a viagem é o transporte. Vale lembrar que a carteira de motorista do Brasil é válida na região. “Orlando é grande e muitas atrações ficam distantes umas das outras. Por isso, se a hospedagem for fora dos complexos dos parques, é altamente recomendável alugar um carro”, diz. O carro pode ser reservado no Brasil com antecedência e o turista pode optar em pegá-lo no aeroporto.

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via Divulgação

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram