Uruguai é o país latino-americano mais seguro e amigável para a comunidade LGBTQ+

Uruguai é o país latino-americano mais seguro e amigável para a comunidade LGBTQ+

Uruguai está em 1º lugar na América Latina e em 18º no mundo como país mais amigável e seguro para as comunidades de lésbicas, gays, bissexuais e transgênero (LGBT), segundo pesquisa divulgada pela empresa Asher Fergusson – renomada especialista em viagens.

A Suécia foi apontada como o país mais amigável no mundo. O novo ranking analisou os direitos e segurança oferecidos aos membros da comunidade em 150 países com base em oito fatores como legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, proteção de direitos no local de trabalho, proteção contra discriminação, reconhecimento de adoção, entre outros.

O Uruguai é o país latino-americano mais bem posicionado, com uma pontuação de 237 (B + se fosse um cartão de notas). Depois do vizinho, no ranking latino-americano está a Colômbia.

Na classificação mundial, o pais está acima de outros do primeiro mundo, como Estados Unidos e Alemanha. Entre os países mais perigosos estão, nesta ordem: Nigéria, Catar, Iêmen, Arábia Saudita, Tanzânia, Irã, Sudão, Barbados, Malásia, Malawi. São nações (adicionadas a muitas outras que as seguem no ranking) sem nenhuma proteção à comunidade gay, mas também com rigorosas leis de moralidade e proibição legal de fazer sexo com pessoas do mesmo sexo.

O país mais mal localizado das Américas é a Jamaica, onde há uma forte homofobia. Na América do Sul, o pior classificado é o Paraguai.

Texto por: Agência com edição Eliria Buso

Foto: Divulgação

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram