Brotas é destino para turistar pedalando

Brotas é destino para turistar pedalando

A bicicleta está em alta. Caiu no gosto da população que, em busca qualidade de vida, a usa para praticar esporte e lazer, sem falar que cada vez mais é meio de transporte para driblar o trânsito caótico das grandes cidades. Não é à toa que a estimativa da Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo) é fechar 2019 com 857 mil unidades fabricadas, 10% a mais que em 2018. Na esteira, aumentam os interessados em cicloturismo e competições com bicicleta nas ruas e off road. Brotas, capital do turismo de aventura, comprova esse fenômeno. Recebe turistas que aproveitam para pedalar nas belas paisagens de natureza e atletas profissionais que pedalam turistando.

O calendário de eventos de Brotas inclui grandes competições como o Trirex e o Wolf Series, que entre suas modalidades há provas com bicicleta, e neste ano também o 1.º Brotas Ciclotur, no próximo dia 24 de novembro. Organizada pela Equipe Brotas Pedal, o Brotas Ciclotur terá corridas em três distâncias: 14 quilômetros, 25 quilômetros e 48 quilômetros. Com saída do Ginásio Brotão, todos os trajetos estarão sinalizados e haverá pontos de apoio com água mineral e frutas a cada 10 quilômetros. “Brotas está no calendário das corridas na natureza a pé e em bicicleta. E estamos vendo aumentar o número de provas com bike. É a primeira edição do Brotas Ciclotur e, em janeiro, teremos a primeira competição de mountain bike de Brotas, além do Trirex e do Wolsf Series, que têm provas que incluem bicicleta”, conta Fabio Pontes, secretário de Turismo de Brotas.

Brotas
Foto via Divulgação

São competições que atraem para Brotas tanto atletas profissionais, de várias localidades, inclusive de outros Estados, quanto amadores da região. “Quem vem para Brotas competir costuma trazer familiares e aproveitar para também fazer turismo, o que incrementa a atividade turística. Vemos isso pela movimentação na cidade e pela elevação da taxa de ocupação da rede hoteleira”, acrescenta Pontes.  O turista comum, que não vai participar de provas, mas gosta de pedalar pode aproveitar para fazer a atividade em Brotas porque tem estrutura. O município conta com agência de ciclismo, a Brotas Pedal, que oferece passeios de bike individual ou em grandes grupos em trajetos mapeados, em contato com a natureza exuberante das serras, vales, cachoeiras, matas, rios, lagos, nascentes. Ou ainda pedalar por conta nos ecoparques e mesmo as estradas rurais. Se optar por terrenos mais acidentados, ideal é estar sobre uma mountain bike. 

Combina muito com Brotas chegar na cidade e trocar o carro pela bicicleta para ir para cachoeiras. Há meios de hospedagem que emprestam bicicleta para quem não lembrou de levar ou não conseguiu levar na viagem, como a Pousada Pé na Terra e o Brotas Eco Resort. E outros, como Hotel Fazenda Shangri-Lá, que oferecem passeios de bike. Por isso, é comum encontrar grupos de turistas sobre duas rodas na zona rural, principalmente na estrada de acesso ao Patrimônio, onde estão localizadas a maioria das cachoeiras do destino turístico. Há em Brotas, inclusive, uma atividade do turismo de aventura, nas alturas, que é em bicicleta adaptada. É a superbike ou tirolesa de bike, oferecida do Ecoparque Viva Brotas. A prática consiste em atravessar de um lado ao outro do vale numa bicicleta adaptada utilizando técnicas verticais.

Serviço

Mais Informações: https://www.sympla.com.br/1-brotas-ciclotur-2019__685201

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via Divulgação

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram