Fazenda Campo Alegre: charme e história no Vale do Café

Fazenda Campo Alegre: charme e história no Vale do Café

Construída na primeira metade do século XVIII, a Fazenda Campo Alegre, é, até hoje, detentora do maior terreiro de café do estado do Rio de Janeiro.

Durante o período áureo, a Campo Alegre foi a principal residência entre as fazendas que pertenciam à família Souza Barros. Em meados de 1870, a casa já tinha mais de 180 escravos e as plantações já ultrapassavam mais de 150 mil pés.

Além do investimento em terras, a família ainda possuía uma residência ultramoderna para a época, com iluminação a gás, linha telefônica, sala de jantar com mesa para mais de 40 convidados, piano, casa de banho e capela.

Foto por Carolina Berlato

Após passar por uma ampla reforma e por obras de restauro, a fazenda está renovada. A sua bela fachada, composta por mais de 20 janelas, reúne estrutura novíssima em salões decorados com maquinário antigo de café, bar no estilo “pub”, ampla área externa e pequena e uma charmosa capela decorada com afrescos inspirados no período cafeeiro.

As antigas ruínas, hoje são preenchidas por um belo jardim, é um dos pontos favoritos para ensaios fotográficos. A Campo Alegre aluga sua estrutura para casamentos, festas, celebrações empresariais e demais eventos.

Texto por Carolina Berlato

Imagem Destacada via Divulgação

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram