Ponte Alta do Tocantins: porta de entrada para o Jalapão

Ponte Alta do Tocantins: porta de entrada para o Jalapão

O Jalapão, no Tocantins, já é um destino que permeia o imaginário de muitos viajantes brasileiros. Com seus fervedouros, dunas e chapadas, é o paraíso dos apaixonados por ecoturismo e aventura. Porém, como a área do Parque Estadual é enorme – são 1.589 km² de território – fica difícil saber o que visitar por lá. Para facilitar os visitantes de “primeira viagem”, a dica é começar por Ponte Alta do Tocantins, cidadezinha distante 150 quilômetros de Palmas, com o único acesso asfaltado da região, e considerada porta de entrada para o destino.

Foto por Flávio André – MTUR

Ponte Alta, apesar de pequena, com apenas sete mil habitantes, é um lugar com bastante riqueza natural, oferecendo atrativos como cachoeiras, grutas, rios, lagos e cavernas.

O grande cartão-postal da cidade é o Cânion do Sussuapara, formado por imponentes paredões rochosos de 15 metros de altura. Gruta e cachoeira completam seu cenário de pura integração à natureza.

Jalapão
Foto por Flávio André – MTUR

Outra parada imperdível para quem visita a cidade é o Morro da Pedra Furada. Resultado da erosão natural na rocha, é possível observar a formação de um arco com buraco no centro.

Além disso, Ponte Alta do Tocantins conta com belas cachoeiras fora do Parque Estadual que valem uma visita. Como é o caso da Fumaça, que forma um enorme volume de água com suas duas quedas, a da Talha do Brejo, com 38 metros de altura, e a do Rio Soninho, com 20 metros.

Ponte Alta do Tocantins
Foto por Flávio André – MTUR

Para visitar os principais atrativos da região, o ideal é fazer um roteiro com agência, já que alguns locais só são acessíveis com 4×4.

Texto por: Eliria Buso

Foto destacada por Flávio André – MTUR

 

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram