Maitei Hotel: uma saudação à arte do bem receber

Maitei Hotel: uma saudação à arte do bem receber

Maitei, em tupi-guarani, uma das famílias linguísticas mais importantes da América do Sul, significa “saudações”. Esse termo dá nome ao hotel, que é um refúgio baiano que conta com apenas 17 suítes, das quais nove têm vista panorâmica para o Oceano Atlântico.

Inaugurado em dezembro de 2005, o Maitei Hotel é uma ode à luz e fruto da genialidade do arquiteto Luciano Soares (in memoriam), que morou por três décadas em Arraial, e de sua esposa, Érika Sanches, ambos cariocas. Na ocasião, a intenção deles era criar um hotel com projeto arquitetônico totalmente integrado à geografia local com madeiras de lei, priorizando o bambu e a palha de dendê, bem como a criação de espaços amplos charmosamente decorados e interligados que estendiam a área social para a parte externa, a qual mereceu igualmente um cuidadoso projeto paisagístico.

Foto por Divulgação

Dando real significado ao ato afetivo do receber, o empreendimento recebeu o nome de Maitei. Percorrendo seus espaços, o hóspede rapidamente percebe o toque essencial da personalidade do casal. Cantinhos aconchegantes, todos decorados de maneira clean, têm um estilo contemporâneo. Nos jardins e terraços predominam plantas da Mata Atlântica e helicônias.

Uma boa mesa é fundamental para Érika Sanches. Quando convidou a chef Fernanda Possa para assinar o menu,  a premissa era a de imprimir frescor. O resultado, executado pelo chef Rafa Oliveira, é um cardápio enxuto com pratos bem executados que priorizam fornecedores locais para seus peixes e frutos do mar. Além disso, muito dos legumes, frutas e verduras são comprados de pequenos produtores de agricultura familiar, dando um arremate perfeito para as variadas opções existentes no cardápio, entre elas massas e carnes. Um dos queridinhos dos clientes é a Trilogia de Frutos do Mar com Risoto de Limão Siciliano.

O hotel também possui um bartender que fica à disposição dos hóspedes e, com eles, cria a sua alquimia. Entre as mais pedidas das opções fixas estão as caipirinhas de maracujá com pimenta dedo de moça e a de uva Itália com manjericão, além do Néctar Maitei (gin, tônica, néctar de cacau e cardamomo).

No café da manhã, que é servido em forma de bufê e com a possibilidade de pratos quentes (incluídos na diária), sempre são oferecidos suco detox do dia e opções veganas, bem como uma surpresinha.

Gastronomia, aliás, é um dos trunfos de Arraial. “Temos muitas opções por aqui, do mais rústico ao mais experimental. Apesar do volume de número de visitantes e de atrativos nacionalmente conhecidos, como a Igreja Matriz Nossa Senhora d’Ajuda, Arraial vai se revelando aos poucos e o turista mais atento vai se surpreender positivamente ao perceber que os indígenas, os artesãos, os capoeiristas, o esoterismo e os ideais de compartilhamento ainda permeiam as relações por aqui”, diz a proprietária.

Foto por Divulgação

Érika mora no charmoso distrito do sul da Bahia com seus dois filhos pequenos, Manuela, de 10 anos, e Gabriel, com 8; dois cavalos da raça lusitano, 6 cachorros (dos quais 2 adotados) e uma gatinha. “Temos praias incríveis, como a dos Pescadores, rústica, que quase não conta com estrutura, a de Araçaípe, famosa por suas tonalidades de esmeralda, e Pitinga. Além disso, conhecemos todas as possibilidades locais e temos imenso prazer em compartilhar isso com nossos hóspedes. Seja um passeio de parapente, uma consulta a um oráculo ou uma terapia alternativa, organizamos tudo com muito cuidado, assim como um piquenique à beira-mar, uma aula de pintura, visitas a ateliês de artistas ou um passeio de quadriciclo. Tudo pode ser consultado com o nosso concierge”, diz a empresária.

Complementarmente, Érika afirma: “Durante nossos 13 anos de existência, permitimos que nossos hóspedes pudessem ter acesso a todo o nosso universo de atrativos. Agora, estamos reforçando e ampliando nosso leque de alternativas, proporcionando uma experiência de viagem alinhada a uma hotelaria de excelência”.

No final do dia, não invariavelmente os hóspedes voltam para o hotel e podem desfrutar de uma vista grande angular do mar. De suas varandas privativas, nos espaços de convívio ou no rooftop é possível tomar um drinque, fazer uma boa leitura, praticar meditação, usufruir da pequena academia, se presentear com uma massagem corporal terapêutica ou, simplesmente, se permitir ficar à deriva. “Aqui, nossos hóspedes podem vivenciar um Arraial totalmente diferente do que vivenciaria se estivesse em outro lugar. Isso porque temos uma equipe de experts que sabe identificar o perfil do cliente e, assim, pode oferecer uma variada gama de experiências, sejam indoor ou outdoor. Mesmo para aqueles que desejam passar o dia todo na praia, saberemos indicar a ideal ”, explica a proprietária.

Foto por Divulgação

Com o sucesso do Maitei Hotel, alguns hóspedes passaram a questionar Érika Sanches sobre a possibilidade de privatizações para cerimônias de casamento, bodas e até mesmo para uma família que desejasse fechar o hotel com exclusividade.

Dessa forma evolutiva, mas também intuitiva, nasceu a ideia da Casa Maitei. Residência da família projetada em cada detalhe por Luciano Soares, esse espaço de 5.000 m2 tornou-se um objeto de desejo instantâneo desde o seu surgimento. No terreno estão duas casas e uma ampla piscina com saída direta para a Praia de Araçaípe.

“Demorou para amadurecer a ideia de abrir a minha residência para hóspedes. Foi um exercício de desprendimento que, com o tempo, eu aprendi a gostar”, afirma Érika. Para aqueles que buscam um local de imersão pé na areia para partilhar afeto e celebrar a vida, a Casa Maitei atinge o alvo em cheio.

Maitei Hotel

Endereço: Estrada do Mucugê, 475, centro – Arraial d’Ajuda/BA

Telefone: (73) 3575-3799

Tarifas: entre alta e baixa, podem variar de R$ 800 a R$ 1.200, com café da manhã

Mais informações em: maitei.com.br

Texto por: Agência com edição de Patrícia Chemin

Foto destaque por: Divulgação

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram