Cinco motivos para contratar um seguro na viagem ao exterior

Cinco motivos para contratar um seguro na viagem ao exterior

Planejar as férias rumo a um destino desconhecido no Exterior é sempre prazeroso. No entanto, esse momento não deve dispensar a lembrança de que imprevistos e acidentes podem ocorrer em quaisquer tempo e lugar, o que torna indispensável a contratação do seguro viagem. O guia abaixo, preparado pela GTA – Global Travel Assistance, pode ajudar com respostas para cinco perguntas que comumente surgem na hora de contratar esse serviço.

Qual é a diferença entre seguro viagem e assistência viagem?

Na prática, essa diferença consiste em quem paga os custos no momento do atendimento. Se a preferência do viajante recair sobre o seguro, é ele quem paga e, depois, apresenta os comprovantes necessários para o reembolso. No caso da assistência, as despesas são custeadas pela seguradora de acordo com os itens contratados. O segurado deve entrar em contato com a empresa, que indicará o local de atendimento. A GTA oferece uma composição dos dois serviços.

Por que devo contratar esse serviço?

Porque eventualidades ocorrem contra a vontade do viajante. Por exemplo, um mal-estar mais grave que pode ser causado por experimentar uma comida diferente pode comprometer a viagem não só pela indisposição desagradável, mas também pelas despesas imprevistas. A GTA tem planos que concedem direito ao reembolso dos gastos, com hospedagem extra em função de prescrição médica que recomende o repouso no hotel.

Além disso, há países que exigem que os turistas tenham, obrigatoriamente, uma assistência de saúde ao longo de sua estadia. Os que pertencem à União Europeia estão nessa lista, como Itália, Portugal, França e Espanha. Outras eventualidades, como perda de bagagem ou a necessidade de assistência jurídica, também são cobertas pelo seguro viagem.

Quanto custa um atendimento médico no exterior?

O serviço, geralmente, é bem caro e pode superar, inclusive, o custo total da viagem. Por exemplo, nos Estados Unidos, o gasto pode chegar a custar 71% mais do que no Brasil. Já na Europa, uma consulta em um serviço de atendimento básico de emergência chega a 500 euros (cerca de R$ 2 mil).

Quero praticar um esporte radical, como esqui ou mergulho, durante minha viagem. O seguro oferece cobertura?

Algumas empresas oferecem o serviço. A GTA, por exemplo, fornece cobertura em decorrência de evento ocasionado por acidente pessoal ou enfermidade súbita ocorrida durante a prática de esportes radicais.

O que devo considerar na hora de contratar um seguro?

Existem muitas possibilidades de cobertura de acordo com cada apólice, mas um bom seguro internacional deve garantir assistência médica e odontológica de emergência, cobrindo despesas hospitalares e farmacêuticas, traslados e repatriação sanitária ou funerária.

Texto por Agência com edição de Carolina Berlato

Imagem Destacada via iStock por William_Potter

 

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram