O desabrochar da Sakura e o espetáculo da primavera no Japão

O desabrochar da Sakura e o espetáculo da primavera no Japão

Há beleza no inverno, com o cair da neve, no outono, com a queda das folhas de múltiplas pigmentações e com o verão e os seus belíssimos dias de sol. Mas é na primavera, com o nascer das flores, que um dos mais belos espetáculos da terra ocorre. Associada à alegria e ao clima de renovação, a estação é a sugestão a Interpoint Viagens & Turismo para se viajar ao outro do lado do globo, no Japão, entre os meses de março e abril, para celebrar o Hanami, ou a Florada das Cerejeiras e curtir um show de cores que variam entre o branco e o rosa.

Época de alegria e renovação para os japoneses, o desabrochar da Sakura, – nome dado à flor em japonês – é um espetáculo de curta duração – cerca de duas semanas, que representa o fim de um ciclo e o começo de um novo. O mês de abril, aliás, marca o início do ano letivo, fiscal e até mesmo a estreia dos recém formados no mercado de trabalho. Tal fato, acompanha o término do rigoroso inverno no país e a crescente empolgação da população para se fazer passeios ao ar livre.

As cerejeiras começam a florescer a partir da região sul e vão subindo para outras partes do país entre o fim de março e o comecinho de abril, quando há uma elevação da temperatura. São mais de 300 espécies de Sakuras, sendo que as mais comuns variam entre cores brancas e diversas tonalidades de rosa. O nome da flor em japonês (Sakura) significa beleza feminina, simbolizando o amor, a felicidade, renovação e esperança.

O Hanami, nome dado ao costume de contemplar as flores, seja de dia ou de noite, é aproveitado de diferentes formas, inclusive por japoneses engravatados, com uma dura rotina de trabalho. Ao longo dos parques é bastante comum ver japoneses e turistas se deliciando com apetitosos piqueniques sob esteiras e tapetes enquanto as flores voam ao sinal do vento.

Uma vez no destino, a Interpoint Viagens e Turismo sugere visitas à outras regiões além de Tóquio, como Hakone, Kyoto e Osaka. Na capital, os destaques ficam por conta da Praça do Palácio Imperial, o Templo MeijiJingu e o Ueno Park, construído no século XVII. Em Hakone, o famoso Buddha de Bronze de Kamura e os Templos Tsurugaoka Hachinangu e Hase, são opções. Os últimos, aliás, são repletos de cerejeiras.

Já em Kyoto, antiga capital imperial do Japão, é possível visitar os mais deslumbrantes jardins de todo o país nipônico e templos que traduzem paz e quietude. Em Osaka, a agência indica um roteiro que contempla a visita ao maior Buda do mundo, que foi esculpido em madeira e está inserido no Templo Todaiji.

Serviço

Quem leva? Interpoint Viagens e Turismo
Saídas: 
Regulares.
Número de noites: 

Hotéis: 
Four Seasons at Marunouchi (Tokyo, 3 noites) Hyatt Regency Hakone Resort & Spa (Hakone, 2 noites), The Ritz Carlton (Kyoto, 2 noites) e The Ritz Carlton (Osaka, 1 noite).
Preço: 
a partir de US$ 9.720,00 por pessoa. Tarifa válida até Nov/2019.
Incluí: 
Hospedagem, café da manhã diário, passeios e traslados privativos e passagem de trem em primeira classe no trecho Hakone/Kyoto.

Para mais informações sobre programas, destinos e reservas:
Interpoint Viagens e Turismo
Tel: +55 11 3087-9400
www.interpoint.com.br

Texto por: Agência com edição Eliria Buso
Fotos: Divulgação

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram