Hotel Dona Carolina celebra Dia Nacional da Cachaça

Hotel Dona Carolina celebra Dia Nacional da Cachaça

O Hotel Histórico Fazenda Dona Carolina, localizado a apenas 110 quilômetros de São Paulo, traz duas novidades para marcar o Dia Nacional da Cachaça, celebrado nesta quinta-feira (13): o primeiro lote da Reserva Premium de sua produção própria e o lançamento de uma cerveja com cachaça, esta em parceria com a cervejaria Mountain Brew. Os dois produtos são vendidos exclusivamente no hotel, em Itatiba.

Inaugurada em setembro de 2005, a Cachaçaria Dona Carolina começou a produzir sua própria bebida em junho do ano seguinte, em três padronizações: Reserva Tradicional, com envelhecimento de três anos; Reserva Especial, com cinco anos de envelhecimento; e a Reserva Premium, com 12 anos.

“Esse é, sem dúvida, um dos diferenciais do Dona Carolina para seus hóspedes, e uma forma de mantermos viva uma cultura brasileira, que começou na época da escravatura. Queremos que os hóspedes sintam o prazer de degustar uma cachaça de qualidade”, disse Carlos Alexandre, mestre-cachaceiro do Hotel. O Dona Carolina também oferece em suas diárias o Tour da Cachaça, onde os hóspedes podem conhecer todo o processo de produção da bebida, da destilação ao envelhecimento feito em tonéis de carvalhos, importados exclusivamente da Escócia.

A produção anual do Dona Carolina chega a 10 mil litros de cachaça em um processo totalmente artesanal e que preza pelos mínimos detalhes. “A colheita da cana-de-açúcar é feita entre junho e outubro. O transporte é imediato, pois moemos a cana em, no máximo, 24 horas, para que não perca o frescor. Em seguida, são 24 horas de fermentação e mais cinco horas de destilação. A cada mil litros de cana, extraímos 180 litros de cachaça”, explica Carlos.

No processo, são eliminados o início e o fim da produção, considerados os mais “fortes” e “fracos”, respectivamente no que tange à densidade do álcool. “Ficamos apenas com o ‘coração’, que é armazenado em Jequitibá Rosa para descanso e, depois, transferido para toneis de carvalho escocês, onde ganha aroma, cor, maciez e equilíbrio”, conta o especialista em destilação.

Não à toa, foi considerada como a segunda melhor cachaça do mundo por três anos consecutivos. “Ganhamos medalha de prata no San Francisco World Spirits Competition em 2008, 2009 e 2010. Também ganhamos o bronze em 2014. São quatro reconhecimentos internacionais”, frisa Carlos.

A cachaça tem uma rotatividade de 300 cascos de 500ml por semana e começa a colher os primeiros frutos de sua versão mais imponente. “Nossa primeira produção Premium está sendo engarrafada para a degustação de todos os amantes da cultura brasileira”, conclui Carlos.

Cerveja com Cachaça

No segundo semestre do ano passado, especialistas passaram a trabalhar em uma receita especial para fazer uma bebida que pudesse carregar um pouco do sabor único da produção local de cachaça. Assim nasceu a Cerveja Dona Carolina, uma Barley Wine (vinho de cevada), preparada com o mesmo requinte, e que carrega na mistura 1% da pura cachaça produzida no Hotel.

“É praticamente um vinho. Trabalhamos com maltes especiais de cervejas do tipo inglesa, bem encorpadas. Tudo passa por um processo normal de cerveja, uma brassagem como outra qualquer. Porém, essa cerveja é maturada no barril da Cachaça Dona Carolina para pegar um pouco do sabor da madeira. E, depois, é feita uma infusão de 1% da cachaça”, explica Nani Oliveira, gerente da Mountain Brew.

Ao todo, são produzidos cerca de 100 litros por mês da Cerveja Dona Carolina, cujo teor alcoólico é de 14%. A bebida é vendida em garrafas de 330ml. “Para que essa cerveja fique boa mesmo, precisa de, no mínimo, três meses de guarda. E, quanto mais tempo, melhor e mais saborosa fica. Não tem qualquer conservante, é produzida dentro das leis de pureza alemãs e são fabricadas artesanalmente com insumos mais elaborados”, conclui Nani.

Follow by Email
Facebook
YouTube
Instagram